terça-feira, 9 de agosto de 2022

Hamilton elege Alonso como rival mais duro em carreira na F1

Heptacampeão, que fará sua corrida de número 300 neste fim de semana, recordou batalha com antigo companheiro de equipe na McLaren em 2007. Espanhol elogiou rival e parabenizou por marca

Publicado em
porLeonardo

O GP da França será especial para Lewis Hamilton, que disputará neste fim de semana sua 300ª corrida da carreira na F1. E ao fazer o retrospecto de sua passagem pela categoria, o heptacampeão da Mercedes elegeu o bicampeão Fernando Alonso, seu colega na estreia pela McLaren em 2007, como o rival mais duro que já enfrentou.

– É difícil dizer quem foi o seu rival mais forte, porque toda vez que você está disputnado com alguém, você está em um ponto diferente em sua vida. Mas eu diria que, em ritmo puro, é Fernando (Alonso). Tivemos algumas boas batalhas. Gostaria que pudéssemos ter mais, então espero que ele continue a correr e tenhamos mais no futuro – disse o britânico na coletiva em Le Castellet, nesta quinta-feira.

Alonso foi o primeiro de seis colegas de equipe que Hamilton já teve (Heikki Kovalainen, Jenson Button, Nico Rosberg, Valtteri Bottas e hoje George Russell).

A dupla correu pela mesma equipe por apenas uma temporada; o espanhol atual bicampeão e recém-chegado no time britânico, foi desafiado pelo prodígio britânico, que chegou com apenas 22 anos na F1.

Mas o choque de gerações ficou mais forte e o atrito entre os dois começou a crescer cada vez mais. Não faltaram polêmicas dentro e fora da pista, como no GP da Hungria; na classificação, o espanhol atrasou o colega propositalmente e foi punido.

No fim, a dupla terminaria 2007 empatados em 109 pontos e quatro vitórias para cada lado. Porém, o título ficou com Kimi Raikkonen, da Ferrari.

– Lembro-me da tarefa de estar ao lado de Fernando aos 22 anos. Eu era tão jovem e, claro, era bom em termos de habilidade, mas ainda é muita pressão enfrentar um grande piloto como Fernando – recordou Hamilton.